Saúde

Tremor Familiar – Causas e Sintomas

Tremor familiar ou tremor essencial uma doença hereditária que gera tremores involuntários de algumas partes do corpo como os membros, por exemplo, fazendo com que o dia a dia tenha uma rotina bem difícil. Muitas vezes este problema de saúde pode ser confundido com Mal de Parkinson.

Causas e Sintomas do Tremor Familiar

Tremor familiar é uma condição normalmente benigna que tem um progresso lento onde os indivíduos têm uma agitação rítmica das mãos que acontece normalmente durante a ação como quando manipulam xícaras, talheres, canetas, etc. Estes movimentos involuntários são comumente o resultado de distúrbios neurológicos que causam dano ao nervo. Normalmente se percebe que este problema hereditário prevalece entre os familiares e neste caso, por exemplo, se o pai ou a mãe está sofrendo com esta doença neurológica, a criança também vai experimenta-la tendo alguns dos episódios de agitação e movimento involuntário em algum ponto de sua vida.

Os tremores se tornam mais intensos quando o doente é submetido a tensões mental e física. Stress, raiva e fadiga são os outros fatores que podem agravar esta condição. Embora a doença não seja preocupante ela interfere nas tarefas de rotinas diárias  quando ocorre com muita frequência. Por exemplo, o portador desta doença costuma ter muita dificuldade na hora de escrever, fazer sua barba precisando muitas vezes do auxilio de outras pessoas.

Abaixo compartilhamos alguns dos sintomas do tremor familiar:

Tremor de ação que ocorre, normalmente, em ambas as mãos, de forma igual, enquanto elas estão levantadas, no ar, e quando estão sendo utilizadas para, por exemplo, beber um café ou usar o talher. Este tremor melhora quando as mãos estão em repouso. Por outro lado, lentidão dos movimentos, rigidez articular e quedas não são sintomas associados ao tremor essencial e devem levantar suspeita para outras doenças, com o mal de Parkinson.

O tratamento mais utilizado para tremor familiar faz uso das seguintes medicações: propranolol, primidona e clonazepan. Pode-se utilizar ainda gabapentina e topiramato. Atualmente, existe a cirurgia de estimulação cerebral profunda, semelhante ao que se faz em doença de Parkinson, na qual, para pacientes com tremor essencial refratário, coloca-se um eletrodo em uma região profunda do cérebro. ou seja, no tálamo e se transmite corrente elétrica  que é indolor e imperceptível a partir de um gerador do tipo marca-passo colocado sob a pele bem abaixo da clavícula. A toxina botulínica pode ser injetada no pescoço de pacientes com tremor de cabeça ou tremor cefálico.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria! Uma doença hereditária com muitos tremores involuntários de certas partes do corpo inclusive nos membros! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.