andador proibido Proibição nas Vendas de Andadores Infantis   InformaçõesFoi determinada a proibição da comercialização de andadores infantis no país, devido à uma liminar da Justiça de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. A liminar da proibição foi decretada pela juíza Lizandra Cericato Vilarroel, do Tribunal de Justiça do estado gaúcho. Essa decisão foi uma resposta à uma campanha da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e foi tomada sob a alegação de que nenhuma das marcas que comercializam andadores no país suprem todas as exigências de segurança dos bebês.

Informações Proibição nas Vendas de Andadores Infantis

Os andadores são aparelhos que possuem uma estrutura de formatos variados, dentro dos quais a criança fica presa por meio de um suporte de tecido e com rodas na parte inferior, que possibilita que o aparelho se desloque em diferentes direções. O objetivo dos aparelhos andadores é ajudar a criança que possui idade de 6 a 15 meses, a aprender a andar.
Embora a ideia de proporcionar liberdade para o bebê e ser um estímulo para aprender a andar, os andadores são considerados perigosos e um dos maiores causadores de traumatismos infantis. Isso porque as crianças estão sujeitas à quedas de escadas e mesmo dentro do aparelho, a criança pode ter acesso à objetos quentes, como panelas, e se queimar.
Além disso, especialistas afirmar que o andador pode também retardar o desenvolvimento motor da criança, pois atrasa a atividade muscular já que o bebê fica pendurado, sem mexer pernas ou articulações, também aumentando as chances de traumatismo.

proibicao andador Proibição nas Vendas de Andadores Infantis   InformaçõesNo Brasil, a média de vendas de andadores por ano é de 2 milhões. O Inmetro – Instituto Nacional de Meteorologia, Qualidade e Tecnologia – analisou dez marcas diferentes (importadas e nacionais) de andadores infantis que estão disponíveis no mercado brasileiro, avaliando quesitos de segurança, como prevenção de quedas ao descer degraus, estabilidade, entre outros. Nenhuma das marcas foi aprovada na avaliação.
Desde o início de 2013, a Sociedade Brasileira de Pediatria estava com uma campanha pra vetar a comercialização do produto no Brasil. Em Passo Fundo (RS), desde 2010 é proibida a venda de andadores, sendo a decisão tomada depois da morte de um bebê. No Canadá, não só a venda é
proibida, como a importação e anúncios de andadores também foram vetados, depois de realizarem uma pesquisa e constatarem que milhões de lesões infantis foram causadas pelos aparelhos. Já em outros países, como Austrália, existe um conjunto de exigências de segurança para o produto, e são colocados à venda somente os que cumprem todos os quesitos.
Segundo informações da Associação Brasileira de Produtos Infantis (Abrapur), os fabricantes irão recorrer a decisão judicial, alegando que os andadores são utilizados no mundo todo, e que acidentes acontecem por falta de supervisão e cuidados dos pais.

Big1News, trazendo o melhor para você. Não se esqueça de deixar o seu comentário.

icone impressora pdf Proibição nas Vendas de Andadores Infantis   Informações