Saúde

Problemas No Períneo da Mulher – Causas e Como Identificar

Problemas no Períneo da Mulher que é o conjunto de músculos que vai do clitóris ao ânus. É uma região pouco conhecida e que merece destaque na saúde íntima feminina. Períneo ou assoalho pélvico é um conjunto de músculos e ligamentos que se estende do clitóris ao ânus da mulher e que, como outros músculos, sofrem com o impacto da idade.

Causas de Problemas No Períneo da Mulher

Eles são os músculos que participam de maneira significativa no controle urinário e fecal, auxiliam no suporte dos órgãos pélvicos  como a bexiga, o útero e o reto e também na função sexual feminina e no parto, favorecendo a saída do bebê. Homens e mulheres possuem períneo, porém as mulheres têm maior propensão a desenvolver disfunções nessa região.

Existem vários os motivos que aumentam a probabilidade da mulher ter problemas ligados ao períneo, a começar pela anatomia dessa área. A mulher possui três falhas anatômicas um na uretra, outra na vagina e no ânus que a deixa mais propensa aos prolapsos ou como são conhecidos bexiga caída. Além disso, a gestação, o parto, a obesidade e esportes de impacto são alguns fatores que podem desencadear mudanças significativas no assoalho pélvico.

O climatério e a menopausa devem receber uma atenção especial, já que é nesse período que ocorre um declínio do estrogênio, do colágeno e da elastina. Isto faz com que mulher fique mais propensa a incontinência urinária que é a perda de urina, a incontinência fecal e a flacidez perineal que poderá prejudicar a função sexual e o orgasmo.  Por isso é importante que a mulher exercite seu assoalho pélvico na mais tenra idade como forma de prevenção dessas disfunções.

Como Identificar Problemas no Períneo da Mulher

A a fisioterapia pélvica é recomendada como tratamento de primeira escolha dessas disfunções pelas principais associações internacionais de urologia e ginecologia. Em alguns caso é necessário que a fisioterapia pode esteja associada ao tratamento medicamentoso e ao uso do laser em casos de flacidez e ressecamento vaginal. Nos casos mais graves de incontinência urinária e fecal e de prolapsos a cirurgia poderá ser avaliada pelo urologista ou ginecologista.

Compartilhamos abaixo teste para região pélvica:

Identifique os seus músculos do assoalho pélvico utilizando um espelho, observe sua região genital. Identifique o clitóris, a uretra, vagina e o ânus. Essa é a região do assoalho pélvico ou períneo.

Usando ainda o espelho, contraia a vagina e o ânus como se fosse prender um gás. Você verá o movimento do ânus e da vagina para dentro. Tenha cuidado para não contrair o abdômen e o bumbum junto ao exercício. Apenas contraia a vagina e o ânus.

Agora tente realizar essa contração de maneira sustentada e conte até quantos segundos você consegue contrair a vagina e ânus. Não prenda o ar durante o exercício respire naturalmente.

Se conseguiu fazer os dois exercícios está de parabéns.  Agora experimente fazer uma avaliação com o fisioterapeuta para saber a quantidade de exercícios adequada para você. Na avaliação também será avaliado se possui algum tipo de flacidez do assoalho pélvico. E também se precisa de outros recursos para melhor execução dos exercícios. Equipamentos como o biofeedback, a eletroestimulação e os cones vaginais.

Trinta por cento das mulheres não possuem consciência desses músculos. procure um fisioterapeuta pélvico. Existem recursos que auxiliam no despertar desses músculos.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria? Se tiver duvidas procure ajuda médica para o problema! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.