Saúde

Poliomielite a Paralisia Infantil – Causas e  Sintomas

Poliomielite a Paralisia Infantil é uma doença infecto-contagiosa aguda que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. Embora seja conhecida como paralisia infantil, a doença pode afetar tanto crianças quanto adultos. Entre os dias 6 e 31 de agosto de 2018, acontecerá a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite não deixe de levar seu filho.

Causas  da Poliomielite

A poliomielite foi praticamente erradicada em países industrializados com a vacinação de crianças, inclusive no Brasil. A vacina contra a doença foi incorporada à caderneta de vacinas obrigatória. Mas a poliomielite está presente em 22 países, sendo eles o Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Camarões, República Centro-Africana, Chade, Guiné Equatorial, Etiópia, Guiné, Iraque, Quênia, República Democrática Popular do Laos, Libéria, Madagascar, Myanmar, Níger, Serra Leoa, Somália, Sudão do Sul, Ucrânia, Síria e República Democrática do Congo. Segundo o Ministério da Saúde :”O cenário apresentado demonstra o risco de importação de pólio, especialmente naqueles com baixa cobertura vacinal, bolsões de não vacinados e que mantém viagens internacionais ou relações comerciais com estes países”. A infecção pelo poliovírus não leva, necessariamente, à paralisia infantil. Existem dois tipos principais da doença a Poliomielite paralítica e a Poliomielite não paralítica.

Uma pessoa pode transmitir diretamente para a outra. A transmissão do vírus da poliomielite se dá através da boca, com material contaminado com fezes (contato fecal-oral), o que é crítico quando as condições sanitárias e de higiene são inadequadas. O vírus entra por meio da boca e do nariz e se multiplica na garganta e no trato intestinal. Em seguida chega a corrente sanguínea e pode atingir o cérebro. Quando a infecção ataca o sistema nervoso, destrói os neurônios motores e provoca paralisia nos membros inferiores. A pólio pode levar o indivíduo à morte se forem infectadas as células nervosas que controlam os músculos respiratórios e de deglutição. O período de incubação do vírus que é o tempo que ele leva entre a infecção e surgimento dos primeiros sintomas, varia de 5 a 35 dias. Mas a sua média é de uma a duas semanas. Ele pode ser transmitido através da água e alimentos contaminados ou pelo contato direto com uma pessoa infectada. A doença é tão contagiosa que pode ser pega no ar, principalmente por pessoas que convivem com portadores do vírus. Quem tem poliomielite pode transmitir a doença semanas após a infecção.

Sintomas da Poliomielite

O período de incubação da doença varia de dois a trinta dias sendo, que normalmente ela leve de sete a doze dias. A maior parte das infecções demonstra poucos sintomas na forma subclínica ou até mesmo nenhum sintoma. Eles na maioria são parecidos com os de outras doenças virais ou semelhantes às infecções respiratórias como gripe, por exemplo. Os sintomas pode ser a  febre e dor de garganta, ou infecções gastrintestinais como náusea, vômito, constipação (prisão de ventre), dor abdominal e, raramente, diarreia. Aproximadamente 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte. Mas, em geral a paralisia se manifesta nos membros inferiores de forma assimétrica, ou seja, ocorre apenas em um dos membros. As principais características são a perda da força muscular e dos reflexos, com manutenção da sensibilidade no membro atingido.

A poliomielite não tem tratamento específico. A doença deve ser evitada tanto através da vacinação contra poliomielite. No Brasil, a vacina é dada rotineiramente nos postos da rede municipal de saúde e durante as campanhas nacionais de vacinação. A vacina contra a poliomielite oral trivalente deve ser administrada aos dois, quatro e seis meses de vida. O primeiro reforço é feito aos 15 meses e o outro entre quatro e seis anos de idade. Também é necessário vacinar-se em todas as campanhas.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria?A poliomielite é considerada extinta no Brasil por causa das vacinas, mas tem aumentado seus casos pelo mundo! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.