Saúde

Hidratar Pele do Bebê – Cuidados Necessários

Hidratar Pele do Bebê que também resseca e precisa de cuidados em dobro porque é extremamente sensível e trinta por cento mais fina do que a pele de um adulto. Utilizar os produtos adequados para cada faixa etária é importante para assim diminuir as chances de haver ressecamento, irritação e alergias.

Cuidados Necessários Para Hidratar a Pele do Bebê

A pele do bebê é bem mais delicada que de um adulto e quando o bebê fica fora do ambiente intrauterino, ela passa por um processo de adaptação a todos os agentes externos, como ar, luz visível e solar, contato com produtos industrializados, que podem acarretar algum problema que exija cuidados especiais.

Abaixo compartilhamos cuidados com a pele do bebê:

Os cuidados iniciam na hora do banho quando o bebê deve ser colocado em água morna e devem ser utilizados sabonetes líquidos suaves desenvolvidos especialmente para eles. Além da higienização, que deve ser diária, o bebê ainda pode receber tratamentos com hidratantes indicados pelo pediatra devem deixar a pele mais suave, promovendo uma barreira contra possíveis bactérias. O cosmético deve ser aplicado logo após o banho, quando a pele ainda está úmida e absorve melhor o produto. Somente ao atingir 4 anos de idade é que a pele do bebê fica parecida com a pele de um adulto. Para ajudar a proteger a pele do bebê, deve-se ter maior atenção nos produtos utilizados. É importante escolher produtos dermatologicamente testados, que passaram por testes específicos para comprovar que não causam alergias nem irritações.

Outro fator muito importante é com relação ao pH da pele. Após os primeiros dias de vida do bebê, o pH da sua pele se torna levemente ácido, para ajudar a protegê-la, impedindo que bactérias e fungos possam se proliferar na pele. Justamente por isso é muito importante optar por produtos que mantenham o pH ideal da pele, (potencial Hidrogeniônico), numa escala numérica de zero a 14, a acidez que fique entre 4,5 e 6,5. Em bebês de até seis meses não é aconselhável que tenham exposição ao sol de maneira prolongada seja na praia ou na piscina. Quinze minutos duas ou três vezes por semana são suficientes para manter níveis adequados de vitamina D.

Compartilhamos abaixo recomendações de uso por fase da vida:

Recém-nascido:  evitar produtos até os seis meses de vida. Dos 6 meses até os 3 anos de idade a pele é incompleta, frágil a superfície corporal é muito grande em relação com o volume da criança, facilitando a possível absorção de ingredientes. A partir dos 3 anos a barreira está completa, mas ainda há grande superfície corporal em relação ao volume da criança, facilitando a absorção de ingredientes, por isso deve-se usar ingredientes seguros para esta faixa etária. É importante observar individualmente a sensibilidade de cada criança.

As alergias mais comuns entre os bebês em relação aos hidratantes podem ser ao corante, conservantes, perfumes e outros ingredientes da formulação. Pode ser desde coceira, até quadros de vermelhidão e eczemas. Por isso é necessário muito cuidado na hora de escolher o produto a ser utilizado na criança. O horário mais adequado para hidratar a sua pele é após o banho e a recomendação é que nunca se deve secar esfregando com a toalha, procure usar a toalha delicadamente, mantendo a pele ligeiramente úmida. Dessa maneira o hidratante aplicado formará um filme que manterá a água no local. Esta umidade será um reservatório de água para a pele fazer isto se torna muito importante principalmente nos dias secos.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria! É muito importante os cuidados com a pele do bebê! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.