Saúde

Fluxo Vaginal ou Corrimento – Mudanças e Dicas de Controle

Fluxo Vaginal ou Corrimento é uma secreção do organismo feminino. Acontece  a partir da puberdade e é produzido no colo do útero, nas paredes da vagina e glândulas de Bartholin. Tem várias funções, por exemplo, ser um dos meios de excreção do corpo, prover um efeito antibiótico e um protetor para a vagina quando houver corpos estranhos ou micro-organismo e ainda serve como lubrificação desta parte feminina.

Mudanças do Fluxo Vaginal

O fluxo vaginal constitui um dos meios de maior importância na saúde e bem-estar da área vaginal.  Mesmo que seja verdade que, normalmente, as variações na cor, textura e odor do fluxo vaginal dependerão em um elevado grau do próprio organismo, existem alguns aspectos que constituem o denominador comum nas mulheres e que serão os que indicarão alguma alteração ou condição da vagina. As fases do ciclo menstrual podem determinar as características do fluxo. À medida que o ciclo avança o fluxo vaginal fica com mais consistência e cor, isso devido ao aumento dos níveis de estrogênio. A fase mais fértil na ovulação é quando o fluxo adquire a aparência de clara de ovo e fica transparente ou esbranquiçado e de consistência elástica.

É importante conhecer as diversas mudanças no fluxo vaginal e ficar atenta para poder acompanhar a saúde da vagina. É também uma maneira importante de controle para quem quer engravidar já que o avanço da ovulação está indicado pelo fluxo vaginal e suas mudanças. A presença de infecções ou qualquer outro tipo de problema nesta área fica evidente quando se percebe mudanças. Estas mudanças no fluxo vaginal podem ser quando se torna colorido e adquire aromas desagradáveis prurido na área externa e interna da vagina e desconforto na área genital ou ausência parcial ou completa da secreção do fluxo vaginal.

Dicas de Controle do Fluxo Vaginal

A saúde da área vaginal vai depender sempre de uma higiene perfeita, hábitos alimentares. Durante sua via a mulher deverá conviver com o fluxo vaginal e seguindo alguns cuidados terá maior segurança e conforto.

Compartilhamos abaixo algumas dicas para controle do fluxo vaginal:

Cuide da sua alimentação é importante  manter uma alimentação saudável e equilibrada, quando levamos maus hábitos alimentares o odor do fluxo vaginal pode refletir isso, tornando-se desagradável.

Evite as duchas vaginais porque elas podem varrer completamente a flora bacteriana da zona vaginal e por isso, tornar esta área susceptível ao ataque de micro-organismos que causam infecções e que produzem alterações no odor, textura e cor do fluxo vaginal.

Cuidado com os protetores diário se o usa é preciso mudar, pelo menos, três vezes por dia, e de preferência usar os antialérgicos. O seu uso prolongado pode irritar a área vaginal e produzir mudanças de fluxo como um aumento ou redução excessiva da secreção do mesmo.

Não use roupas íntimas ajustadas nesta área, também é aconselhável usar roupas íntimas de algodão, isso vai ajudar a manter a área genital melhor ventilada, o que reduz o mau odor das secreções vaginais.

Não use produtos irritantes nesta área. Os produtos como aerossóis, cremes, sabonetes aromatizantes, entre outros, podem além de irritar a vagina torná-la mais suscetível a sofrer infecções que constituem a principal causa das mudanças do fluxo vaginal.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria! Higiene e cuidados são fundamentais para a saúde intima da mulher! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.