Saúde

Fibromialgia – Causas, Sintomas e Tratamento

fibomialgia-tratamentosFibromialgia é uma doença crônica, é considerada uma síndrome, pois engloba várias manifestações. Pode estar relacionada a outras doenças reumatológicas, apesar de não causar inflamações nem deformidades físicas. É relacionada com funcionamento do sistema nervoso e o mecanismo de supressão da dor, atinge mulheres entre 35 e 50 anos, em 90% dos casos. A pessoa sofre dores pelo corpo todo, por períodos longos, além da sensibilidade nos músculos articulações e tendões. Além de estar relacionada à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. Recentemente a medicina ortomolecular pode ter descoberto uma forma de cura da doença, um tratamento que mataria os micro-organismos que supostamente causam a fibromialgia, porém além de não ser provado que os micro-organismos causam a doença, a medicina ortomolecular não é baseada em evidências cientificas.

Causas da Fibromialgia

As causas da fibromialgia ainda são desconhecidas, mas na maioria dos portadores da doença foram detectados alguns traumas físicos e/ou emocionais. Além de outras suspeitas como, distúrbios do sono, infecção embora não tenha sido identificado nenhum vírus, respostas anormais a dor.

Sintomas

  • Dor generalizada;
  • Fadiga;
  • Falta de disposição e energia;
  • Alterações no sono;
  • Síndrome do colón irritável;
  • Sensibilidade durante a micção;
  • Cefaleia;
  • Distúrbios emocionais e psicológicos.

Tratamentos

fibromialgia-tratamentos

Os tratamentos que tem mostrado eficácia no controle da fibromialgia são o uso de analgésicos e anti-inflamatórios associados a antidepressivos tricíclicos, atividade física regular como a musculação e outros exercícios de resistência, acompanhamento psicológico e emocional, massagens e acupuntura.

Existem algumas recomendações para os portadores da doença que são:

  • Tomar medicamentos que ajudam no combate dos sintomas;
  • Evitar carregar pesos;
  • Evitar situações que possam aumentar o nível de estresse;
  • Fazer com que o sono seja de qualidade, eliminando tudo o que possa atrapalhar como luz, barulho, colchão que incomode entre outros;
  • Se sentar de forma confortável para que não agrave as dores;
  • Exercícios físicos regulares;
  • Ajuda psicológica é muito importante nos tratamentos.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria? Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.