Saúde

Exame Papanicolau – Para Que Serve, Importância e Como É Feito

exame-papanicolauCuidar da saúde sempre foi algo importante, e isso inclui consultas médicas e exames. É indicado que periodicamente a pessoa se consulte com médicos, para saber como anda seu organismo e se não há nenhum problema. Para as mulheres, isso inclui também exames ginecológicos, principalmente para aquelas que são sexualmente ativas. Esses exames ajudam a prevenir e detectar vários tipo de doença, lembrando que quanto mais cedo descobrir, melhor a recuperação. O exame papanicolau é um dos principais, e mulheres devem fazê-lo ao menos uma vez ao ano. Confira para que serve o papanicolau e como é feito.

Para Que Serve e Importância Exame Papanicolau

Também chamado de esfregaço cervicovaginal e colpocitologia oncótica cervical, o exame serve para detectar algum tipo de alteração nas células do colo do útero. Pode ser feito em clínicas ginecológicas particulares, ou mesmo em postos e unidades de saúde da rede pública.
O papanicolau deve ser feito anualmente, tanto por mulheres que possuem uma vida sexual ativa, quanto para as que não possuem. Não há idade certa para começar a fazer o exame já que isso vai de acordo com a idade que a mulher começa a se relacionar sexualmente.
Fazer o exame é de extrema importância, pois ele ajuda a detectar câncer de colo de útero, ovário e endométrio. Além disso, ele é capaz de detectar outros problemas, como infecções vaginais (Gardnerella vaginalis, tricomoníase e candidíase); doenças sexualmente transmissíveis (sífilis, gonorréia, condilomatose, clamídia e cancroide); ou o vírus HPV.
realizar-exame

Como É Feito

O exame papanicolau consiste na coleta do material do colo do útero. Essa coleta é feita com uma raspagem. Para realizar esse procedimento há algumas indicações e cuidados para 45 horas antes do exame:

  • Não usar creme vaginal;
  • Não fazer lavagem interna e usar ducha na região;
  • Não fazer exame ginecológico com toque, ultrassonografia transvaginal ou ressonância magnética na pelve;
  • Não manter relações sexuais com ou sem preservativo.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você.
Gostou da matéria? Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.