Saúde

Dislalia Infantil – Tipos e Causas

Dislalia Infantil é considerado o transtorno de linguagem mais comum em crianças e o mais fácil de ser identificado. É um distúrbio que acontece na fala e tem como característica a dificuldade em articular as palavras. O portador de dislalia, troca as palavras por outras similares na pronuncia, fala erroneamente as palavras, omitindo ou trocando as letras.

Tipos de Dislalia Infantil

A maioria dos casos de dislalia acontece ainda na primeira infância, quando a criança está aprendendo a falar. É o transtorno de linguagem mais comum em meninos sendo um dos mais conhecidos e mais fácil de ser identificado. A dislalia pode começar entre os 3 e os 5 anos, com alterações na articulação dos fonemas.. Uma criança com dislalia, pode substituir uma letra por outra, ou não pronunciar consoantes.

Compartilhamos abaixo tipos de dislalia:

Dislalia evolutiva: considerada normal em crianças, sendo corrigida gradativamente durante o seu desenvolvimento.

Dislalia funcional: neste caso, ocorre substituição de letras durante a fala, não pronunciar o som, acrescentar letras na palavra ou distorcer o som.

Dislalia audiógena: ocorre em indivíduos que são deficientes auditivos e que não conseguem imitar os sons.

Dislalia orgânica: ocorre em casos de lesão no encéfalo, impossibilitando à correta pronuncia, ou quando há alguma alteração na boca.

Causas da Dislalia Infantil

São muitos os fatores que podem definir a causa para a dislalia infantil. Mas,  a definição da causa é fundamental para que se faça um tratamento especializado, já que essa intervenção vai variar de acordo com o problema orgânico ou de aprendizagem.

Abaixo compartilhamos algumas causas da Dislalia:

Atraso fonológico: Quando os problemas estão relacionados a um atraso no desenvolvimento da fala. A criança simplifica os sons porque não aprende a produzir os mais complexos da sua língua. Sua capacidade articulatória não está afetada.

Transtorno fonético ou dislalia: Quando a criança não adquiriu de uma forma correta os padrões de movimento que são necessários para a produção de alguns sons da fala, o que quer dizer que a criança não move os músculos que se encarregam da fala como deveria, e por isso comete omissões, substituições e distorções de alguns sons da língua.

Alterações físicas: Quando a criança apresenta más formações físicas nos órgãos que interferem na fala e que a impedem de pronunciar muitos sons. As lesões no sistema nervoso podem ocasionar alterações no movimento e na coordenação dos músculos implicados na fala. A má oclusão dental, o freio da língua, o malformações no lábio como o lábio leporino o fenda palatina que podem ocasionar a dislalia. Crianças com algum tipo de deficiência auditiva têm dificuldades na fala.

Até  os quatro anos de idade, os erros de linguagem são vistos como normais. Entretanto, após essa fase, a criança pode vir a ter problemas se continuar falando errado, podendo afetar até sua escrita. O tratamento da dislalia é feita com o auxilio de um fonoaudiólogo e vai variar de acordo com a necessidade de cada criança.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria!A dislalia infantil pode ter várias causas e pode levar a sérios problemas para a criança! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email
Últimas Pesquisas:
  • dislalia interfere no desenvolvimento infantil

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.